17/11/2015

Rentabilizar o guarda-roupa


Acordar de manhã e pensar: "O que vou vestir hoje?" ou "Parece que estou sempre a vestir o mesmo e sem graça…" é o suficiente para mexer com a nossa auto-estima, começando logo o dia mal, pois não saímos de casa com a mesma confiança e motivação. A ajudar, por vezes até vimos alguém com uma peça que temos no roupeiro mas que nem a usamos porque, primeiro, ou nem nos lembrávamos dela ou porque não tínhamos pensado numa forma de a conjugar com o que temos. A verdade é que apenas usamos cerca de 30% do nosso roupeiro e não é preciso abrir muito os cordões à bolsa para manter uma boa aparência, na moda e de acordo com as tendências da estação que mais gostamos. Eis o que podemos fazer…



O primeiro passo é rentabilizar o que já existe, fazendo uma limpeza à séria no roupeiro, testar vários coordenados e fazer conjugações improváveis que permitirão com um acessório ou uma camisola básica usar um vestido de verão no inverno, por exemplo. É essencial perdermos tempo a explorar o que temos, vestir e despir, testar novos coordenados, deixando de lado para doar a quem precisa o que já não usamos. Uma boa estratégia é fotografar os coordenados favoritos e assim durante a semana já é mais fácil acordar bem disposta e ainda rentabilizamos o nosso tempo, que habitualmente se perde a pensar no que vamos vestir.

Costumizar roupa para reutilizar o que temos com um toque personalizado, aplicar um laço, retirar golas, mudar botões, prender um alfinete e usar acessórios com mola, são alguns exemplos de como podemos costumizar e criar peças únicas.

Apostar em peças básicas de qualidade, como jeans, calças pretas clássicas, camisa branca, vestido preto, blaser, carteira, blusão de pele, etc é um óptimo ponto de partida para criar bons coordenados, até porque cada vez mais less is more e nunca fica fora de moda.


Investir em acessórios atualizados, que revelam as tendências da estação.

Aproveitar os saldos da melhor maneira, fazendo uma lista prévia, onde de acordo com um orçamento estipulado compramos apenas aquilo que realmente precisamos, sem nos deixarmos tentar e acabar por comprar mais uma peça que depois não vamos usar.




2 comentários:

  1. Gostei do post =)
    Apostar em peças básicas é essencial!
    Gosto de manter o meu guarda roupa simples, não sou muito dada a padrões nem cores vibrantes, por isso fico-me pelos pretos, brancos e cinzentos.
    De momento consigo pegar em qualquer peça de roupa e sair para a rua, estou apaixonada por tudo o que tenho no armario <3

    Sophie.

    ResponderEliminar
  2. Que bom Sophie, também adoro peças minimalistas, são óptimas e fáceis de conjugar, adaptando-se mais facilmente as diferentes estações do ano. Fizeste uma boa escolha. Beijinhos.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...