15/11/2016

Offline é o novo luxo


Numa era cada vez mais tecnológica, onde vivemos diariamente ligados a monitores, ficar offline é o novo luxo. Sem ansiedades, sem pressas, simplesmente a aproveitar o momento sem pensar que a bateria está a acabar e ainda precisava de ver só mais uma coisa...! Este novo mundo de comunidades virtuais rouba-nos tempo precioso, que não volta atrás. É preciso fazer um detox pontual, parar para respirar fundo e olhar para o que se passa à nossa volta, percebendo realmente o que faz sentido. Garantindo a nossa sanidade!

Parar e ficar offline. Ganhar equilíbrio, confiança, coragem e determinação. Sem ser abalada por perfis de personalidades ou de "amigos que conhecemos". Quer seja numa caminhada por um parque na cidade, ou no campo respirando ar puro, são momentos que o cérebro e a alma vão agradecer. Um espaço de calma, onde desligamos e valorizamos com outros olhos o momento atual, os nossos 5 sentidos, as nossas valências e principalmente a nossa garra para constantemente enfrentarmos novos desafios. Crucial para o nosso bem-estar. Voltar a escrever em papel, enviar uma carta a alguém. Ainda se lembram? E como era tão bom receber palavras escritas de quem nos estima. Será que ainda alguém o faz? Já imaginaram a vossa felicidade se recebessem uma carta assim? 

Estas são cores lindas numa luz que só o outono consegue trazer. Da azeitona às flores, passando pelos bonsais,  tudo lindo num jardim ribatejano ao qual me sabe bem voltar, respirar ar puro, com uma calma que relaxa a alma e aquece o coração. Aqui não há ligações diretas e viciantes no mundo virtual, aprecia-se a vida e aquilo que ela nos oferece. Um dia espero ter o meu próprio jardim e de ter assim a natureza mais perto de mim.

Boa semana!

21/10/2016

Chill outfit


Receber este outono com camisolas de malha, calças de ganga e ténis. Uma combinação feita sem pensar muito pois não há tempo a perder, ideal para as várias deslocações e para as tarefas diárias. Se pudesse andava a maior parte dos dias assim, mas não dá, e esta escolha fica para os fins-de-semana onde o conforto é a palavra de ordem. A instabilidade do tempo ora quente ora fresco é desafiante, pelo que tenho optado por ainda deixar os casacos no armário. Quais têm sido as vossas escolhas? Boa sexta-feira!

11/10/2016

Mala da Maternidade



Por volta das 35 semanas é altura de preparar as malas. Entra-se na reta final de gravidez, uma fase mista em sentimentos, cheia de entusiasmo mas com alguma ansiedade e nervoso miudinho.

Um dos habituais receios das mamãs de primeira viagem é esquecer de algo, pelo que cada hospital fornece uma lista própria, mas nem sempre diz tudo e há pormenores que fazem muita diferença para o conforto da mãe e do bebé nestes primeiros dias.

Enquanto eu própria me preparava para o parto pesquisei e li muito, de forma a não me esquecer de nada. Não queria parecer uma 'louca' e levar demais ou comprar coisas sem necessidade. Correu bem, levei tudo o que precisei e hoje partilho a minha lista. Vamos por partes, primeiro para o bebé e depois para a mãe!

04/10/2016

Tie Polka Dot Dress


Com o regresso ao trabalho o tempo livre é cada vez menos para preparar os temas que gosto e estão em lista de espera para vos mostrar por aqui. Dias antes de regressar ao trabalho ainda fiz um plano que segui durante 2 semanas e meia, descarrilou um pouco e vou ter agora que rever a estratégia em termos de horários para rentabilizar melhor o tempo e conseguir descansar mais.

Ao fim-de-semana temos cumprido o nosso desejo de passear. Neste sábado, talvez o último com um bonito sol e uma temperatura agradável por Lisboa, aproveitámos para passear pelo jardim da Gulbenkian. Enquanto o tempo permitir é de aproveitar os vestidos leves e práticos. Gosto particularmente deste da Asos, por ser confortável, com um corte elegante e pelo padrão que adoro. Espero que gostem do look. Boa semana e bom feriado amanhã!


Look:
Vestido Asos (2016)
Sandálias Pull&Bear (verão 2016)

27/09/2016

Polka dot skirt


Um dos meus padrões favoritos são as bolinhas (polka dot em inglês) num fundo branco, azul ou preto. Fica lindo em saias, camisas e vestidos. É um padrão antigo, algo clássico e elegante, que acho perfeito para esta transição de estação. Conjugado com ténis ou alpercatas torna o look mais descontraído, mas com um sapato de salto ou sabrina e um blaser já fica mais sofisticado. Atualmente é esta a versatilidade que penso cada vez que compro alguma peça nova para o roupeiro, que seja fácil de aplicar aos fins de semana mas também para o escritório. Opto sempre por combinar com peças lisas, geralmente em tons claros e acessórios bem simples. Este foi o look de sabádo à tarde para um passeio, espero que gostem?! Quais vão ser as vossas escolhas para este outono/inverno? Boa semana.


20/09/2016

Chokers, as gargantilhas dos anos 90



Em 2016 relembramos os anos 90, voltando a usar pequenos colares junto ao pescoço, em inglês chokers. Foi na primavera deste ano que regressou esta moda cíclica, continuou no verão e parece persistir nas coleções de outono/inverno. Quer seja um simples cordão preto com um pendente, em cetim, algodão ou num outro tecido, existe agora um sem número de opções incluindo combinações com metais e plástico. Fica muito bem com camisolas que tenham decote saliente ou com os ombros à mostra. É um acessório algo sensual e elegante e que fica bem com looks mais formais, mas também com calças de ganga e ténis. Uma solução ótima para refrescar um look diário mais aborrecido ou para dar maior sensualidade numa saída ao fim-de-semana. Sem duvida que vou usar esta estação! Espero que gostem do look. Boa semana.


Look:
Gargantilha, Top e Mala Stradivarius (Outono/inverno 2016)
Calças ganga Zara (verão 2016)
Ténis Adidas
Óculos Zara (verão 2015)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...